Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ser poeta é...

por Dona professora, em 27.02.14
A turma do 8.ºA está agora a iniciar o estudo do texto poético. Mas primeiro definiram o que é ser poeta, tal como Florbela Espanca fez no seu soneto mais conhecido. 

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

 

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

 

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!

 

E é amar-te, assim perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39


2 comentários

De elfoleiro a 27.02.2014 às 21:07

Está muito engraçado... Mas não gostei muito do poema... Foram mesmo vocês que escreveram ou foi a vossa prof.?

De Dona professora a 28.02.2014 às 09:49

Obrigada pelo elogio no que respeita às definições dos alunos sobre ser poeta. No entanto o poema transcrito pertence à famosa Florbela Espanca, já entretanto musicado pelo Luís Represas. Fica a música para escutar....
http://www.youtube.com/watch?v=VJaNP_jzHRk

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D