Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



João, um poeta na turma do 7.º A

por Dona Professora, em 14.11.16

A propósito de um excerto da obra Na água do tempo (Diário) de Luísa Dacosta e do texto "Um poeta na turma" de Sebastião da Gama, o nosso poeta propôs-se a escrever ele também um poema sobre as palavras. 

 

Resultado de imagem para palavras

 

Há muitos significados para "palavra", 

e são todos diferentes: 

conjunto de letras, constante da vida, etc. 

muda de gentes para gentes. 

 

Há palavras que: 

são flamejantes como fogo, lareira, coração de amor desejante;

são intensas como o vermelho, a amizade, o suor;

nos fazem viajar como o livro e o sonho; 

da vida são uma constante. 

 

Mas o mistério é só um:

quem as recolhe,

partidas e imaculadas, 

nas suas frágeis conchas de letras?

 

João Fernandes, o Poeta, 7.º A

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45


O verão

por Dona Professora, em 26.02.15

O verão é mais do que uma estação...

É um estado de espírito, 

uma emoção,

pois é aí que ouves esta canção!

 

O verão é amor, 

tudo é espectacular. 

Reina o calor,

e o amor está no ar!

                     Domingos Oliveira, 5.º B

 

O verão é a estação que me toca no coração. 

Sem verão não há festa.

Não há uma estação

tão fantástica como esta. 

                  Francisco Costa, 5.º B

 

O verão e o mar azul

fazem o mundo cantar.

Se não é a melhor estação

o mundo vai acabar. 

                    Maria Ana Silva, 5.º B

 

O verão é a melhor estação 

o sol toca-nos no coração.

O verão não pode acabar,

senão a terra vai gelar. 

                     Guilherme Rodrigues, 5.º B

 

Estamos no verão

estamos a voar

tem o espírito de uma canção

que me faz bailar.

                  Vasco Pereira, 5.º B

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:36


Palavras, शब्द , words, mots...

por Dona Professora, em 08.11.13

Palavras

 

Fontes de emoção que nos fazem companhia

Como rios ricos em sabedoria.

Contam-nos histórias escondidas no leito

Que nos fazem tremer o peito.

 

As palavras correm até nós

Com letras e sentimentos até à foz.

Aí, as palavras espalham-se no mar

Batem nas rochas e deixam as frases flutuar.

 

Encontram histórias no fundo do mar,

Sereias, piratas e histórias de encantar.

Pelas ondas chegam como poesia,

Transformando as palavras em tristeza ou fantasia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto coletivo, 7º ano

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:44


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D