Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Literatura fantástica IV

por Dona Professora, em 07.03.14

-É impossível… Não abre por nada! Parece emperrada. Vamos embora! – disse ele apressadamente.

-Mariquinhas! Na próxima vez convido outra pessoa para vir comigo – disse agressivamente – Pensa mas é numa forma de entrarmos! Quero ver o que está lá dentro!

Ele não estava à espera daquela reação. Restava-lhe pensar como conseguiriam entrar. Olhou em volta à procura de uma solução. Apenas restava a árvore que já tinha partido o telhado, com certeza numa noite de tempestade.

-Só vejo aquela árvore. Já reparaste no buraco que fez no telhado? – perguntou.

-Sim, mas como subiremos? Não somos propriamente macacos para andar aí a trepar às árvores – continuou ela num tom quase ofensivo.

-Bem… não estás muito longe da verdade. A professora de História Christine disse que descendíamos todos dos macacos… Eu estava atento nessa aula – tentou ele suavizar a situação.

-Deixemo-nos de macacadas… Lembra-me novamente… O que trouxeste de casa?

-Trouxe um lanche. Podíamos fazer uma pausa! – sugeriu.

-Uma pausa?! Ainda agora chegámos… não trouxeste mais nada? – inquiriu.

-Claro que trouxe… Não é só uma mulher prevenida que vale por duas… os homens também são prevenidos. Vejamos… - disse remexendo na mochila - tenho aqui a corda, o telemóvel e o canivete que roubei ao meu pai… nunca sabe se não vamos precisar dele. Para entrar acho que podemos passar a corda pelo ramo da árvore que entra na casa e tentar trepar…

Mary Anne acompanhou o olhar de John. Observou e concordou que talvez aquela fosse a única solução para entrarem.

-O ramo parece instável! – analisou John - Temos de ir um de cada vez e com cuidado.

John tentou inúmeras vezes, mas a corda teimava em não passar. Precisava de peso para direcionar a corda. Então, lembrou-se do que aprendera com o sábio avô. Este fora um homem do mar, conhecia todos os nós e para que serviam. Fez um nó na ponta e facilmente a corda passou. Em seguida efetuou um nó de correr, criando uma laçada por onde passou a outra ponta. A corda ficou presa em segurança. Agora restava fazer figas para que o ramo não partisse.

-Vá, menino da mamã. Também tens medo de subir ou queres fazer uma pausa para lanche?! –brincou, num tom irónico.

-Afinal qual é o teu problema? A tua curiosidade está a tornar-te um bocadinho agressiva, não? – John estranhou novamente o tom de voz com que lhe falava. Parecia que ela estava a fazer de propósito para o provocar. Decidiu fingir não perceber e continuar o plano inicial -“Ladies first” – disse com um sotaque demasiado britânico.

Mary Anne dirigiu-se com um ar decidido e subiu com muita facilidade. Ele ficou espantado com as suas habilidades e pensou que afinal não deveria ter faltado às aulas de Educação Física. Suou as estopinhas, mas também ele conseguiu chegar a bom porto. Olhou para as mãos e viu as marcas do seu esforço. Puxou a corda e encaminhou-se para o interior da casa. Desceram ambos e chegaram a uma divisão que outrora fora a casa de banho. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15


1 comentário

De o interessado a 11.03.2014 às 10:12

O texto de literatura fantástica está bastante interessante, terei imenso gosto em continuar a acompanhar esta maravilhosa aventura! Continuem assim , meus bens! ;)
Espero por mais, adios mutchatchos!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds