Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Projeto: literatura fantástica

por Dona Professora, em 04.02.14

No âmbito da escrita extensiva, os alunos do 8.º ano têm vindo a desenvolver um projeto que consiste em escrever um conto fantástico. Posteriormente, pretende-se ilustrar, encadernar e disponibilizar o texto na biblioteca para que todos os colegas possam partilhar este texto que tanto os tem divertido. Fiquem com o início da história... esperemos que gostem! 

 

 

 

Estava a ficar de noite. John vinha da escola. Todos os dias passava em frente àquela casa. Era uma casa abandonada prestes a cair. O silêncio do crepúsculo era apenas interrompido pelo piar de um mocho pousado numa árvore. Os seus ramos outrora caíram sobre o telhado, partindo-o. As portadas das janelas estavam fechadas, mas entre o pó da madeira, John conseguia olhar e ver cortinas rasgadas e os móveis empoeirados. Aquela casa parecia perdida no tempo. Era grande o suficiente para ser uma casa de família, mas ninguém se lembrava de alguém ter lá vivido. Também ninguém ousara lá entrar. Aquelas ruínas despertavam a curiosidade de John, mas o seu receio pelo inesperado impedira-o sempre de lá entrar.

 

John era um rapaz com os seus 13 anos, com um ar franzino e frágil. Louro, de pele clara e olhos azuis reluzentes. Frequentemente era confundido por um rapaz de outra nacionalidade. Os colegas olhavam-no com desprezo, incapazes de reconhecer a sua inteligência. Tímido, nunca falava com ninguém. Mantinha para si próprio os mais íntimos pensamentos. E por isso ninguém imaginava a curiosidade de John sobre aquela casa. Sempre que ali passava tinha vontade de espreitar, ou quem sabe até entrar. Entrar na casa poderia, na mente de John, ser um motivo de respeito e reconhecimento entre os colegas.

 

Aquele tinha sido mais um dia igual a todos os outros, ou seja, péssimo. A única novidade tinha sido Mary Anne. Esta era uma nova aluna. Ninguém sabia nada dela, nem de onde vinha ou vivia. Simplesmente sabiam o seu nome e que era linda. Os seus cabelos pareciam penas de corvo de tão negros que eram. Os seus olhos eram verdes e iluminavam o seu rosto. Mary Anne espalhava mistério e beleza pela escola. Os rapazes estavam pasmados pela sua beleza, as raparigas sentiam inveja. 

 

Texto coletivo, 8º A

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:58


1 comentário

De elfoleiro a 27.02.2014 às 21:00

Gostei muito da história!!! Espero que haja um TSUNAMI no final!!!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds